Poço Artesiano: A saúde da sua família pode estar em risco.

Pouca gente sabe, mas a utilização de poços artesianos é caracterizada como uma fonte alternativa de abastecimento, permitida somente para locais onde a água tratada da rede pública não chega, porém, os poços artesianos são uma fonte alternativa muito utilizada em empresas, residências e condomínios.

Se você utiliza, tome bastante cuidado! Embora pareçam inofensivos, escondem riscos à saúde e ao meio ambiente. Os poços artesianos podem conter água contaminada e causar doenças na população, quando não tratada adequadamente, além de contribuir com a escassez de água de aquíferos, se desperdiçada.

A água cristalina e sem odor, não é garantia de potabilidade (ou ausência de perigo no consumo), a recomendação é que, sem caracterização e tratamento, eles sejam utilizados para fins não potáveis, como limpeza e jardinagem.

Um procedimento bastante comum na perfuração de poços, é fazer somente o exame bacteriológico, e não sendo constatada a presença de coliformes, conclui-se que a água é de boa qualidade.

A engenheira química da Bioseta explica: “Nesta constatação inicial, de que a água é de boa qualidade, está se cometendo dois erros: o primeiro é de que somente a análise bacteriológica pode determinar se a água é potável ou não; segundo, desconsiderando a composição química da água fornecida pelo poço, podemos estar enfrentado outros problemas de saúde, que podem ser causados pelo excesso de minerais na água”.
As causas biológicas provocam doenças de veiculação hídrica que aparecem rapidamente. Já as químicas podem aparecer ao longo do tempo, trazendo resultados danosos para o homem.

Para esse alerta produzimos um e-book onde apontamos as doenças que podem estar presentes na água de poço quando não tratada adequadamente.