Blog Fique por dentro de tudo o que acontece na Bioseta.

Safety Food: o que é e como garanti-la 

Safety Food: o que é e como garanti-la 

 

Adquirir um alimento de qualidade é um direito do consumidor. E cabe ao estabelecimento comercial assegurar a boa procedência e o armazenamento correto dos produtos vendidos, sejam produzidos ou não no local.

O termo “safety food”, que no português significa segurança do alimento, surgiu para denominar essas medidas. Mas, constantemente, o sentido da expressão é confundido com a segurança alimentar, que apesar do nome parecido, tem uma função completamente diferente.

 

Afinal, qual a diferença entre segurança do alimento e segurança alimentar?

A segurança do alimento são todas as práticas adotadas para garantir que os alimentos comercializados não apresentem riscos ao consumidor final.

Por outro lado, a segurança alimentar diz respeito ao conjunto de técnicas utilizadas para assegurar o acesso da população a produtos que tenham o valor nutricional adequado para uma vida saudável.

 

E quais as normativas para a Safety Food?

No Brasil, as legislaturas referentes às boas práticas na produção e na comercialização são as determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), são elas:

  • Resolução RDC nº. 275, de 21 de outubro de 2002;
  • Portaria SVS/MS nº. 326, de 30 de julho de 1997;
  • Portaria MS nº. 1428, de 26 de novembro de 1993.
  • A Portaria nº. 368, de 04 de setembro de 1997, que aprova o Regulamento Técnico sobre as condições higiênico-sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para estabelecimentos elaboradores/ industrializadores de alimentos, nas empresas que estão sob fiscalização do MAPA. (DAMIAN et al, 2008).

 

Mas alguém fiscaliza?

 

Para iniciar qualquer atividade, o local precisa de um alvará para o funcionamento. O documento é concedido após  a inspeção do órgão competente, neste caso, a Vigilância Sanitária que segue os critérios da ANVISA. Após a instalação, as vistorias são parte do procedimento padrão para garantir a execução das regras.

 

Como garantir a Safety Food em meu estabelecimento?

1- Saiba a procedência 

Fique atento à reputação do fabricante do produto que você comercializa ou utiliza em sua produção. Não revenda materiais de origem duvidosa ou desconhecida. Caso haja a possibilidade, vistorie também o veículo onde a carga foi levada.

2- Preste atenção na validade

Um produto vencido, além de uma multa, pode provocar riscos à saúde do consumidor. Por isso, realize periodicamente a conferência da data de validade dos itens.

3- Realize o controle de pragas

Por mais limpo que o comércio seja, a dispensa e o estoque sempre podem atrair pragas. O controle de vetores e pragas urbanas tem como objetivo propiciar um ambiente seguro, reduzindo os riscos de infestações nos ambientes, processos produtivos e seus produtos, minimizar passivos e promover a segurança e saúde das pessoas.

A Bioseta é especialista em cuidar do seu negócio e atua há mais de 30 anos no mercado. Para garantir a segurança da sua cozinha ou restaurante, conte com quem entende do assunto.

📞(51) 3396-6161 |  (51) 9 9907-4155

#Bioseta #ValeDosSinos #PortoAlegre #SerraGaúcha #foodsafety #segurancadealimentos #alimentacaosaudavel

 

Entre em contato com um de nossos especialistas pelo e-mail comercial@bioseta.com.br ou pelo telefone (51) 3396-6161.

ver todas as postagens

Seu negócio precisa
de um time de especialistas

Conheça nossas soluções