Blog Fique por dentro de tudo o que acontece na Bioseta.

Sanitização de superfícies: o que é?

Conheça agora o que é a sanitização de superfícies, também conhecida como desinfecção, como o processo é realizado e quais os benefícios que ela pode trazer para a saúde das pessoas.

Você que acompanha nosso blog, já sabe que a sanitização de ambientes é um conjunto de processos de sanitização, que se complementam e promovem a redução da carga microbiológica, ou seja, da ‘quantidade’ de micro-organismos como bactérias, vírus e fungos e também de ácaros (que são aracnídeos) nos ambientes.

É importante ressaltar que a realização do conjunto de processos de sanitização de ambientes de forma concomitante potencializam a ação dos processos entre si, pois sabemos que nos protocolos de biossegurança, não é somente o que se faz, mas que há uma sequência ideal para maior efetividade da sanitização dos ambientes.

Como a sanitização de superfícies pode ajudar na prevenção de doenças em ambientes de uso coletivo?

Os estudos científicos nos mostram que, em condições favoráveis, como aquelas que os micro-organismos normalmente encontram em escritórios, restaurantes, residências, meios de transporte, áreas de convivência, paradas de ônibus e diversos outros ambientes coletivos, sua capacidade de reprodução é altíssima: bactérias cuja reprodução ocorre por cissiparidade se duplicam a cada 20 minutos, por exemplo.

Sabe-se também que os processos de limpeza convencionais, embora obrigatório e grande aliado no combate a esses seres microscópicos, não conseguem chegar a todos as superfícies e locais que precisam ser frequentemente higienizados, como forro, paredes, a parte de baixo de paredes, frestas e outros diversos locais de difícil acesso.

É onde a sanitização de ambientes se apresenta como um processo necessário e que complementa a limpeza convencional, tornando o ambiente mais seguro para seus usuários por meio do combate a bactérias, vírus e fungos presentes nessas superfícies.

Como é o processo de sanitização de superfícies?

O processo de sanitização de superfícies tem métodos específicos de aplicação em função do tipo de superfícies ao qual será aplicado, pode ser:

  • Superfícies de áreas internas e locais sensíveis, se dá pela nebulização em Ultra Baixo Volume de produtos saneantes (obrigatoriamente aprovados pela ANVISA), em que as microgotas formam uma névoa fina que se mantém em suspensão no ar e se aderem às superfícies;
  • Superfícies brutas, tais como áreas externas, acessos externos, passeios e áreas de circulação, se dá pela realização de processos robusto de aplicação com produtos saneantes, devidamente registrados junto a ANVISA, com potente ação na eliminação de bactérias, fungos, vírus e outros micro-organismos.

Esse processo visa eliminar bactérias, vírus, fungos e outros micro-organismos presentes nas superfícies, bem como formar uma película protetora que visa reduzir a proliferação de micro-organismos.

Solicite AQUI seu orçamento para sanitização de superfícies!

ver todas as postagens

Seu negócio precisa
de um time de especialistas

Conheça nossas soluções